quarta-feira, 25 de maio de 2016

O CINQUENTENÁRIO DA INAUGURAÇÃO DA EFOM-ESTRADA DE FERRO OESTE DE MINAS


Por Djalma Tarcísio de Assis


Djalma Tarcísio de Assis (☆ São João del-Rei, 14/01/1910 ✞ 21/08/1993)


Um acontecimento que não passou despercebido, foi o Cinquentenário da inauguração da EFOM, cujo programa, planejado e executado pelos sanjoanenses, constituiu-se num preito de mais justa e significativa homenagem aos conterrâneos, operários construtores dessa empresa que continua sendo grande parcela responsável pelo desenvolvimento e progresso de nossa cidade, e do Brasil.

A direção da Estrada, colaborando, concedeu durante o período das comemorações um desconto de 50% nas passagens de ida e volta, cuja validade se estendia de 23 a 27, ida, e de 29 de agosto a 5 de setembro para volta.

Dia 27 de agosto, em trem especial, chegou à nossa cidade o Dr. José Bretas Bhering, Diretor da EFOM e sua comitiva e entre outras pessoas, estavam Dona Odila Garcia de Lima, Marianita Neves, Ofélia Veloso Novais, saudando os visitantes o Sr. Mozart Novais.

Na Estação local, mais de 3 mil pessoas aguardavam a chegada da comitiva, que foi saudada pelo Dr. Elói dos Reis e Silva em nome da cidade. Dr. Bretas Bhering hospedou-se na casa do Dr. Augusto Viegas.


Estação da EFOM de São João del-Rei em 1931 - 
Crédito pela cessão da imagem: historiador Silvério Parada


DIA 28 DE AGOSTO (DE 1931)

Dia 28 de agosto, tiveram início as solenidades, com Missa festiva na Igreja de São Francisco, e grande orquestra, sendo celebrante Monsenhor Felisberto Edmundo da Silva, seguindo-se uma visita aos Mausoléus dos primeiros diretores da EFOM, falando em nome dos ferroviários o Sr. Antônio Raposo.

Uma imponente parada escolar, com mais de 3.500 alunos, se realizou em homenagem ao Dr. Noraldino de Lima, Secretário da Educação, convidado especial, falando no momento o Prof. Antônio Avelar, que o representou.

Notícias de 50 anos da EFOM em São João del-Rei em 1931 / 
Crédito pela cessão da imagem: historiador Silvério Parada

Em seguimento, na Estação realizou-se a inauguração de uma placa comemorativa, falando o Dr. Fausto das Neves, Presidente da Comissão de festas.

No jardim da av. Rui Barbosa, em prosseguimento ao programa, procedeu-se a inauguração do busto de Antônio Francisco da Rocha, oferta dos ferroviários à cidade, discursando o operário Eduardo Câncio. ¹

Em nome da municipalidade falou o Dr. Augusto Viegas, agradecendo a homenagem o Dr. Leite de Castro, genro do homenageado.

Descerraram o pano que encobria o busto, o Dr. Bretas Bhering, Dr. Leite de Castro, e os dois mais antigos operários da Estrada, Srs. Manoel Rola e Felipe Marquetti.

Presente uma compacta massa de mais de 6.000 assistentes na av. Rui Barbosa, um soberbo e esplêndido programa sinfônico foi executado por músicos da cidade Belo Horizonte, com mais de 130 exímios professores, vivamente aplaudidos.

Gôndolas venezianas no 50º aniversário da EFOM em São João del-Rei
 em 1931 / Crédito pela cessão da imagem: historiador Silvério Parada

Como fecho dos festejos populares nessa noite, seguiu-se uma festa veneziana. À altura da queda d’água, abaixo da Prefeitura fizeram uma represa com sacos de areia, inundando toda a área debaixo da ponte da Cadeia. Barcos com lanternas coloridas deslizavam mansamente pelas águas. Nas margens laterais, toda decorada com lanternas davam o cunho veneziano e o povo delirava com estes festejos, seguindo-se grande queima de fogos de artifício.

Na sede do Athletic Club que recebeu uma decoração especial, foi oferecido pela Prefeitura um banquete aos Drs. Caetano Lopes e Bretas Bhering servido por senhoritas de nossa sociedade, participando os homenageados e mais os Drs. Paes Leme, David Mourão Nascimento Teixeira, J. D. Leite de Castro, representantes dos municípios vizinhos e mais autoridades; oferecendo o banquete, falou Dr. Elói dos Reis e Silva, agradecendo o Dr. Bretas Bhering. O brinde de honra foi levantado pelo Sr. Nascimento Teixeira ², em honra ao Interventor Dr. Olegário Maciel.

Após o banquete, no suntuoso salão da Prefeitura, luxuosamente ornamentado, a alta sociedade sanjoanense recebeu os ilustres visitantes para um animado baile que se prolongou alta madrugada.

DIA 29 DE AGOSTO (DE 1931)

Em vários especiais da Estrada, mais de 3.000 pessoas foram conduzidas, às 10:00 horas, para a casa de Pedra, onde se realizou um delicioso convescote.

Às 12:00 horas: – Parte esportiva no campo do Esparta.

Às 22:00 horas, o Clube Artur Azevedo apresentou um belíssimo espetáculo no Teatro Municipal, estando presente toda a administração da Estrada.³

 DIA 30 DE AGOSTO (DE 1931)

Os festejos prolongaram-se pelo dia 30 de agosto e na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, às 9:00 horas, foi celebrada a Santa Missa, com acompanhamento de grande orquestra.

Um programa de visita aos templos, estabelecimentos de ensino e indústrias ocupou a parte da manhã.

Às 15:00 horas, no campo do Athletic Club, houve uma disputa entre esse time e o time do Atlético de Belo Horizonte.

Outro concerto sinfônico, pela Sociedade de Concertos Sinfônicos , se realizou às 19:00 horas, no Teatro Municipal, como espetáculo de gala. Como fecho do programa das comemorações, o Athletic Club ofereceu em seus salões um animado baile.

♧               ♧               ♧

Em vários coretos montados na Av. Rui Barbosa, as nossas bandas e de cidades vizinhas, durante as três noites, executaram peças musicais.


Participaram de várias comissões, entre outros, os Srs. Dr. Fausto das Neves, Dr. José Vítor Barbosa, Dr. Antônio Viegas, José de Assis Sobrinho, Dr. Elói dos Reis e Silva, Dr. Carlos Velasco, Octávio Neves, Felipe Marquetti, Eduardo Câncio, Antônio Raposo.

FonteJORNAL DO COMÉRCIO, órgão oficial da Associação Comercial, Ano IV, 28/08/1981, Edição Especial , São João del-Rei, p. 3 


II.  COMENTÁRIOS POR FRANCISCO JOSÉ DOS SANTOS BRAGA



¹  [CINTRA, 1982: 359] relata: 
"Inaugura-se, festivamente, na Av. Rui Barbosa o busto de Antônio Francisco da Rocha, um dos mais operosos da Estr. de Ferro Oeste de Minas. Foi oferecido à Cidade de S. João del-Rei pelo funcionalismo da citada ferrovia." 
²  Trata-se do Prefeito Municipal José do Nascimento Teixeira, cuja atuação política em São João del-Rei é unanimemente admirada. Por exemplo, [CINTRA, 1994: 192-3] registra que 
"Em decorrência de acordo político para a pacificação política de São João del-Rei, foi eleito a 17/04/1927 para integrar a Câmara Municipal, sob a presidência do Dr. Antônio de Andrade Reis. Depois exerceu a vice-presidência da Câmara e os cargos de Prefeito e Vereador, atividade político-administrativa que se encerrou a 10/11/1937, quando se implantou no Brasil a ditadura getuliana. (...)  
Dr. Antônio Fernandes Pinto Coelho, Juiz de Direito da Comarca, a 19/12/1930 empossou Nascimento Teixeira no cargo de Prefeito Municipal de São João del-Rei. A 30/01/1931 o Prefeito citado assinou o Decreto nº 1, nomeando Carlos Luiz Guedes, Alfredo Luiz Ratton, José de Assis Sobrinho, Dr. Eloi Reis e Silva e Geraldo Ribeiro de Resende para constituírem o Conselho Administrativo da Prefeitura de São João del-Rei. (...)"
³  [GUERRA, 1968: 180] registra na data de 29/8/1931: 
"Pelo CLUBE TEATRAL ARTUR AZEVEDO, como parte do programa oficial da comemoração do 50º aniversário da fundação da Estrada de Ferro Oeste de Minas. Notava-se a presença da administração da Rêde, autoridades estaduais, municipais, eclesiásticas e federais. Foi representada a deslumbrante ópera-cômica de J. Pevel e A. Liorat, em tradução livre de Moreira Sampaio, com música de autoria do maestro Luiz Varney, intitulada O AMOR MOLHADO, com Aura Nogueira, no papel de Carlo (Príncipe de Siracusa) – Glorinha Osório, na Princesa Laureta – Juca Lopes, no Pampinelli, – Alberto Nogueira, no Ascânio – Francisco Veloso, no Cascarino. Tomaram parte ainda as amadoras Conceição Leal, Ruth Neves, Marta Ribeiro, Cleusair Monteiro, Isaura Sena, Dagmar Gomes, Dulce de Oliveira. Guarda-roupa confeccionado especialmente para a peça, pela modista Mme. Carolina Nogueira. Maquinaria de Américo Teixeira e Diógenes Rodrigues – Efeitos de luzes de João Fabiano e Braz Beraldo. Orquestra de 20 professôres sob a regência do maestro Antônio Albuquerque." 

[GUERRA, 1968: 180-1] registra na data de 30/8/1931: 
"A SOC. DE CONCERTOS SINFÔNICOS dedica seu 6º concerto ao Sr. Dr. Caetano Lopes e Dr. José de Bretas Bering, ilustres diretores da E. de Ferro Oeste de Minas, em seu 50º aniversário de inauguração, com um escolhido programa em grande orquestra com regência dos maestros João E. Pequeno e Tenente João Cavalcanti."  

⁵  Esta histórica Edição Especial do Jornal do Comércio, em 28 de agosto de 1981, foi dedicada a homenagear o Centenário da Inauguração da EFOM-Estrada de Ferro Oeste de Minas e devidamente patrocinada pela Associação Comercial e Industrial de São João del-Rei, cuja presidência era ocupada exatamente por Djalma Tarcísio de Assis. Este, seguindo seu tino de historiador, fez a pesquisa acima, descrevendo as festividades que transcorreram por ocasião do Cinquentenário da Inauguração da EFOM, isto é, exatamente 50 anos antes.

Passo agora a reproduzir a 1ª página da histórica Edição Especial datada de 28/8/1981:


A nossa homenagem aos construtores da EFOM
Nas comemorações do Centenário da Estrada de Ferro Oeste de Minas, a Associação Comercial e Industrial de São João del-Rei rende um tributo de homenagem aos construtores desta grandiosa obra, orgulho do povo de São João del-Rei.

A Diretoria

Djalma Tarcísio de Assis, Presidente; Edison Baeta Barbosa, 1º Vice-Presidente; Olavo Chitarra, 2º Vice-Presidente; Ney Braz Reis, 1º Secretário;  Cleto Pellegrinelli, 2º Secretário; Antônio R. Haddad, 1º Tesoureiro; Jorge Haddad, 2º Tesoureiro; José Walter Vieira, Procurador; Ignácio Zózimo de Castro, Bibliotecário; João Bosco Dangelo Alves, Dir. Social; Carlos de A. Costa, Dir. Patrimônio; Ibrahim G. Tayer, Dir. Rel. Públicas; William José El-Corab, Diretor SPC; Eduardo de Araujo Brito, Redator.
Conselho Fiscal: Jamil Tufik Resgalla, Moacyr Guimarães, Antônio de Souza, Airton Melo, Jesus Murilo da Silva, João Bosco Isaac.

A Associação Comercial e Industrial de S. João del-Rei, agradece ao Ministro Dr. Eliseu Resende a instalação do Museu Ferroviário

ADMINISTRAÇÃO DA RFFSA EM S. JOÃO DEL-REI
Engenheiro Residente – RCV 8.3 e da Inspetoria de Tração – IRT 3.3 Dr. Antônio Furtado de Oliveira Neto
Supervisor Grupo Administrativo RCV 8.3 – Vicente Fernandes Rodrigues
Agente de Administração – Djalma de Souza
Agente de Administração – José Santana Marques
Supervisor Grupo Administrativo – Vitório Montrezor Filho
Agente de Administração – Antônio Rios, Guilherme Pereira Carriço
Chefe de Estação – Moacir Milton Rabelo
Agente de Estação – Francisco de Paula Júnior
Agente de Estação – Antônio Guedes Rabelo
Agente de Estação – João Araujo
Agente de Estação – José Francisco de Freitas Neto
Agente de Estação – Josino Ramalho do Nascimento
Operador de Telecomunicação – Paulo R. De Miranda
Operador de Telecomunicação – Rubens Raul Rabelo
Operador de Telecomunicação – Itamar Luiz S. Campos
Operador de Telecomunicação – José Alcides da Costa
Supervisor de Estações – Newton Pedrosa
Supervisor de Trem – Geraldo Luiz do Nascimento

Firmas que colaboraram na montagem do Museu Ferroviário
Contrutora Sanjoanense Ltda; Sociedade Mercantil Lombardi; Antonio Agostini e Filhos Ltda; Jacarandá Móveis Ltda; Serraria e Oficina Santo Antonio (Lavras).

Câmara Municipal
A Câmara Municipal de São João del-Rei presta homenagens.

Convivendo, no dia a dia, ano após ano vendo passar dez decênios, quando em 28 de agosto de 1881, aqui chegara a Caravana Imperial de D. Pedro II, puxada pela máquina histórica nº 1 e o vagão especial, para inauguração da Estrada de Ferro Oeste de Minas, trecho Antônio Carlos (Ex-Sítio) a São João del-Rei.


Hoje, 28 de agosto de 1981, a cidade histórica com nova fisionomia comemora essa data festiva com a presença das autoridades federais, estaduais e municipais, e sua Câmara Municipal assim constituída: José Pedro Leite de Carvalho, Presidente da Câmara; Sebastião Otávio de Moura, Vice-Presidente; Fernando Felix Vera Cruz, Secretário; Altamiro Braga, Antônio Fraga, Mário Avila Atiglio Possidonio Giarola, Jorge Salomão, Ranulfo José Ferreira, João Gonzaga Teixeira, Celso Isaac, Antônio Francisco Gonçalves, Renato Macedo Nogueira, Luiz Ezequiel da Silva, Mauro Carlos D’Assunção Figueiredo.

Até aqui reproduzi a 1ª página da histórica Edição Especial datada de 28/8/1981.



III.  AGRADECIMENTO DO COMENTARISTA


Gostaria de deixar registrada minha gratidão aos funcionários do Museu Regional de São João del-Rei por sua colaboração no desenvolvimento da presente pesquisa, quando utilizei o seu acervo de livros, periódicos e revistas.



IV. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA PARA OS COMENTÁRIOS



CINTRA, Sebastião de Oliveira: Efemérides de São João del-Rei, Belo Horizonte: Imprensa Oficial de Minas Gerais, 1982, 2 vol., 622 p.

                   — Galeria das Personalidades Notáveis de S. João del-Rei, [S.l. : s.n.]-FAPEC, 1994, 270 p.

GUERRA, Antônio Manoel de Souza: Pequena História de Teatro, Circo, Música e Variedades em São João del-Rei - 1717 a 1967, Juiz de Fora: Sociedade Propagadora Esdeva-Lar Católico, 1968, 327 p.

JORNAL DO COMÉRCIO, órgão oficial da Associação Comercial, São João del-Rei, Ano IV, 28/08/1981, Edição Especial.